Dicas de alimentação e treino antes e após do surf

Para uma boa performance e evitar lesões, os surfistas devem saber quais exercícios e alimentos são necessários

0
410

Antes de cair no mar, o surfista deve se ater a algumas recomendações de exercícios e alimentação. O ato de surfar não é tão simples até mesmo para quem pratica o freesurf. Assim como em outras atividades, as pessoas devem saber a importância de cuidar do corpo, tanto por questões de saúde, como também de performance. A alimentação antes e após ao surf, assim como os exercícios, é atualmente uma questão de responsabilidade.

Primeiro é necessário entender os benefícios e a importância dos exercícios e da alimentação, antes de se ambientar nas ações que levam a uma prática saudável. O preparador físico Annderson Carneiro reforça a necessidade de um profissional de educação física para ajudar no trabalho de preparação.

O desenvolvimento de um trabalho específico de preparação física, orientado por um profissional de educação física, é de fundamental importância para o bom desenvolvimento da performance técnica do surfista. A importância dos exercícios de preparação para o surf é de grande valia para permitir que o atleta possa adquirir um excelente condicionamento neuromuscular e cardiovascular”, conta Annderson.

O atleta Erick Matter em aquecimento antes de pegar onda. Foto: Arquivo Pessoal

Deve-se praticar exercícios específicos antes de cair no mar, como o aquecimento da musculatura para ativar a liberação do líquido sinovial, que é responsável pela lubrificação das articulações. Um programa de treinamento também ajuda na melhora do desempenho do surfista com as ondas.

De certa forma um bom programa de treinamento tanto melhora nos aspectos de desempenho, quanto no que se refere em prevenção de lesões, a fim da diminuição dos riscos. A importância da prática de exercícios específicos na prática do esporte, poderia ser a de ter um aquecimento da musculatura envolvida no esporte além de ativar a liberação de líquido sinovial que serve para um tipo de lubrificação das articulações”.

Dicas de treinos:

Os treinos mais indicados para a melhora da performance são exercícios de força e explosão muscular, exercícios funcionais, exercícios de alongamento e específicos aos gestos motores da modalidade

Gabriel Medina em treino com seu personal. Foto: PH Costa Blanco

Uma boa alimentação é um outro ponto que deve ser levado com seriedade antes e após o surf. Sem o devido cuidado na hora de somar energias, o rendimento da performance pode ser afetado, assim como uma má alimentação também pode causar problemas durante o exercício. A especialista em nutrição esportiva, Laísa Borges, explica que o surf exige resistência e por isso a importância de alimentos que ofereçam energia.

Treinamento sem alimentação adequada é sinônimo de baixo rendimento. O Surf é um esporte que exige resistência e ocasiona um grande desgaste físico. A alimentação entra como suporte tanto no desempenho como na recuperação. Existem orientações generalizadas, mas é essencial um planejamento alimentar individualizado, levando em consideração as necessidades de cada praticante”, explica Laísa.

A alimentação ajuda na performance do surfista. Foto: Cícero Júnior

Antes e após o surf é necessário realizar uma alimentação equilibrada, em que as energia sejam fornecidas e também repostas depois de serem gastas no treino. O importante é buscar alimentos ricos em carboidratos e de fácil digestão pré-surf. Já na reposição, a dica é consumir alimentos fontes de carboidratos, como também de vitaminas.

Na alimentação pré-treino deve conter alimentos que forneçam energia para garantir um aporte energético durante a prática. Deve-se escolher boas fontes de carboidrato e alimentos de fácil digestão para não haver desconforto gastrointestinal e, por último, mas, não menos importante, a hidratação. O ideal seria realizar uma refeição pelo menos uma hora antes da prática”, conta Laísa “No pós treino devemos nos atentar para recuperação e reparação do tecido muscular, já que a atividade causa micro lesões musculares. Boas fontes proteicas, de carboidratos e vitaminas são essenciais”.

Dicas de alimentos:

Pré-surf: frutas ou sucos de frutas, água de coco, pão integral, com queijo magro, ovos

Pós-surf: frutas cítricas ou de coloração avermelhada (devido às propriedades reparadoras), hidratações com água e água de coco para repor os eletrólitos. Carboidratos de rápida absorção para repor o glicogênio, como exemplo a tapioca, pão branco com alguma fonte proteica, como ovos ou queijos magros, frangos desfiados.